Festa dos índios Pankararu encerra no final de semana

pankararu umbu2A corrida do Umbu, Festa dos índios Pankararu teve início em 14 de fevereiro, com a dança dos Praiás e o ritual de Queimação, utilizando o cansanção (variedade de urtiga). A corrida tem início quando o primeiro fruto do Umbu é encontrado e flechado por um índio Pankararu.

A partir daí começa a festa dos Pankararu que dura 4 domingos. O encerramento será neste domingo 15/03, momento de encontro dos Praiás de todos os terreiros sagrados do encantado "Mestre Guia."

Leia mais...

MEC apresenta propostas para educação escolar indígena em Conferência Regional no Nordeste

DSC 0724Indígenas dos estados de Alagoas, Bahia e Sergipe lotam auditório para a Conferência Regional de Educação Escolar Indígena, etapa Nordeste I, que inicia nesta terça-feira (10) e vai até o dia 13 de março, em Salvador/BA. As comunidades dos três estados elegeram 140 delegados que irão debater propostas para criação de um sistema próprio de educação escolar indígena. De iniciativa do Ministério da Educação (MEC), o evento conta com a participação de 60 representantes de instituições protagonistas na gestão da educação escolar indígena, como a Funai, as secretarias estaduais e municipais de educação, universidades e organizações indigenistas.

Leia mais...

Universitários indígenas do Mato Grosso iniciam jornada acadêmica

ufmtpDez jovens indígenas iniciam carreiras acadêmicas na Universidade Federal do Mato Grosso nesta segunda-feira (02). Os calouros ingressam em cursos de acordo com as maiores demandas de suas aldeias de origem, para graduação em Direito, Enfermagem, Medicina, Nutrição, Engenharia Florestal, Agronomia e Farmácia. Para viabilizar a permanência dos novos alunos, a Funai vai custear bolsas de estudos para as despesas de moradia, transporte, material e alimentação dos universitários indígenas.

Ao longo do curso, os estudantes participam de programas e projetos de ensino, pesquisa e extensão direcionados às suas comunidades de origem. Para a caloura de Enfermagem, Heliana Gomes Sereparan, 22 anos, da aldeia Nova Campina na Terra Indígena Parabubure, em Campinápolis/MT, o principal objetivo do curso escolhido é trabalhar em áreas indígenas. "É difícil ver uma pessoa da família passando dificuldade. Estou vendo a graduação como uma grande oportunidade para estudar e trabalhar", conta a indígena Xavante.

Por meio do Programa de Inclusão de Estudantes Indígenas (Proind), a UFMT disponibilizou cem sobrevagas para indígenas nos Campus de Cuiabá, Médio Araguaia e Sinop, que deverão ser preenchidas até 2012, além das vagas regulares nos cursos de graduação. Sessenta candidatos indígenas participaram do vestibular em novembro de 2008 e vinte foram aprovados para ingresso em 2009, dos quais metade começarão em agosto.

Segundo a doutora em Antropologia e coordenadora do Proind, Carmen Lucia da Silva, o Programa é sustentado por 3 eixos: acesso, acompanhamento pedagógico e permanência. "Temos que criar condições para esses estudantes vencerem as dificuldades trazidas do ensino médio, então oferecemos monitoria em matérias específicas, extensiva a todos os alunos dos cursos, e equiparação de estudos em português, informática, química e metodologia da pesquisa", explica a coordenadora.


TRF-3 cassa liminar e determina retomada de estudos para demarcação de terras indígenas em MS

Fonte: Ascom / Procuradoria Regional da República da 3ª Região

A 1ª Turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3), por unanimidade de votos, deu provimento aos recursos do Ministério Público Federal (MPF) e da Fundação Nacional do Índio (Funai) e cassou a tutela antecipada concedida pelo desembargador federal Luiz Stefanini, em sessão na noite de ontem (25/08).

Leia mais...

Mulheres indígenas do sul debatem Lei Maria da Penha

Mulheres indígenas Kaingang, Guarani e Xokleng estiveram reunidas em Passo Fundo/RS, de 17 a 19 de fevereiro, em oficina promovida pela Funai para debate sobre Direitos Indígenas, em especial sobre a Lei Maria da Penha. Questionadas sobre a aplicabilidade da Lei, que versa sobre violência doméstica, as participantes sugeriram a realização de um trabalho de valorização das mulheres nas aldeias, além de capacitação de professores, agentes de saúde e lideranças indígenas para trabalhar com prevenção do consumo de álcool e outras drogas entre os jovens da comunidade.

Leia mais...

Destaques

class=A Fundação Nacional do Índio distribuiu quase 90,2 mil cestas de alimentos para famílias indígenas em todo o território nacional. Este balanço parcial inclui os itens adquiridos com recursos próprios, doações e os...

class=Em parceria com a Fundação Nacional do Índio (Funai), teve início, nesta semana, a distribuição de quase 2,9 mil cestas de alimentos doadas pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) para...

class=Com o apoio da Fundação Nacional do Índio (Funai), cerca de 50 comunidades indígenas dos estados de Santa Catarina e Paraná passaram a receber, nesta quinta-feira (28), cestas básicas doadas com recursos do Ministério da...

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05