Garantia da segurança alimentar dos indígenas marca atuação da Funai no combate à covid-19

Card Funai - Seguranca alimentar 2Ao completar um ano à frente da Fundação Nacional do Índio (Funai), o presidente Marcelo Xavier destaca que o órgão soma avanços em inúmeras áreas. Entre elas, está a garantia da segurança alimentar dos povos indígenas durante a pandemia do novo coronavírus. A fundação deve concluir nos próximos dias a entrega de cerca de 500 mil cestas de alimentos a famílias em situação de vulnerabilidade social, o que representa em torno de 15,6 mil toneladas de alimentos.

 

A força-tarefa mobiliza aproximadamente 450 servidores da Funai de Norte a Sul do país e conta com o suporte de diversos parceiros. "Trata-se de uma ação fundamental para que os indígenas evitem deslocamentos, permaneçam nas aldeias e estejam bem alimentados. Desta forma, reforçamos a imunidade desses povos e minimizamos as chances de contágio pela covid-19", ressalta Xavier.CR Rio Negro1

 

Ainda conforme o presidente, as equipes têm superado desafios logísticos de toda ordem para que os alimentos cheguem às aldeias. "Nossos servidores percorrem grandes distâncias, enfrentam dias em viagens de barco, se deparam com estradas em más condições. Ainda assim, os alimentos chegam às áreas mais remotas. A Funai não tem medido esforços para executar esta missão", pontua.

 

O esforço abrange 39 Coordenações Regionais, 240 Coordenações Técnicas Locais e 11 Frentes de Proteção Etnoambiental (FPE) espalhadas pelo país. No trabalho da distribuição, os servidores da Funai utilizam Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), conforme os protocolos do Ministério da Saúde. A Funai já enviou 200 mil EPIs aos servidores que seguem em contato com as aldeias, o que inclui máscaras, toucas e luvas descartáveis.

 

CR Rio NegroA ação envolve recursos próprios, doações e parcerias com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), Ministério da Defesa, Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), entre outros.

 

Ainda no mês de março, a fundação já havia suspendido as autorizações para ingresso em Terras Indígenas e, atualmente, participa de 311 barreiras sanitárias para impedir a entrada de não indígenas nesses territórios. O trabalho envolve órgãos de saúde e segurança, entre outros parceiros locais.

 

Ao todo, a Funai já investiu cerca de R$ 26 milhões em ações de combate à covid-19. Parte do recurso foi empregado na distribuição de 62 mil kits de higiene e limpeza a comunidades indígenas, a fim de reforçar a adoção de medidas preventivas. A fundação também promove, por meio das suas Coordenações Regionais, atividades de conscientização sobre os riscos de contágio. 

 

Fiscalização

 

A Funai já destinou mais de R$ 1,5 milhão a operações de fiscalização em Terras Indígenas relacionadas ao combate à covid-19. Ao todo, foram realizadas 184 ações em 71 Terras Indígenas para coibir ilícitos, tais como extração ilegal de madeira, atividade de garimpo e pesca predatória.

 

Os trabalhos são desenvolvidos em parceria com outros órgãos, como o Exército, a Polícia Federal, os Batalhões de Polícia Militar Ambiental e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). A fundação também participa da Operação Verde Brasil 2, deflagrada pelo governo federal para coibir ilícitos ambientais na Amazônia Legal.

 

Atendimento

 

Os indígenas contam ainda com uma Central de Atendimento específica para solicitações relacionadas ao combate à covid-19 para que as demandas cheguem mais rápido aos órgãos competentes. As informações podem ser encaminhadas para os telefones (61) 99622-7067 e (61) 99862-3573, por meio de mensagem de texto e aplicativo WhatsApp, ou ainda pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

 

Campanha Empresa Solidária

 

A Campanha Empresa Solidária segue aberta para doações que serão destinadas às famílias indígenas mais vulneráveis, como alimentos não-perecíveis, produtos de higiene pessoal e materiais de limpeza. A ideia é que as doações possam se somar ao trabalho que vem sendo realizado pela fundação.

 

Saúde indígena

 

A Funai e a Sesai trabalham de forma articulada no combate ao coronavírus. A Funai tem o papel de monitorar as ações e serviços de atenção à saúde indígena, enquanto a execução dos trabalhos é de responsabilidade do Ministério da Saúde, por meio da Sesai. A atuação da Funai se dá via Coordenação de Acompanhamento de Saúde Indígena (Coasi).

 

Etnodesenvolvimento

 

Para fortalecer a autonomia indígena, cerca de R$ 10 milhões foram investidos em ações de etnodesenvolvimento, visando ao apoio às atividades de psicultura, roças de subsistência, colheita de lavouras, confecção de máscaras de tecido e artesanato, produção agrícola, casas de farinha, entre outros. A intenção é fazer com os indígenas mantenham suas atividades, além colaborar para que, no pós-pandemia, as etnias invistam em processos de geração de renda, incluindo atividades atualmente suspensas, como visitação turística e festividades.

  

Assessoria de Comunicação/Funai

Destaques

class=(Sorriso-MT, 18/09/2020) O Governo Federal entregou nesta sexta-feira (18) 1.665 Títulos de Domínio (TD) para famílias de agricultores assentados de Mato Grosso. A cerimônia contou com a presença do presidente Jair...

class=Em parceria com o Museu do Índio, o Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST) convida crianças e adolescentes indígenas, entre 3 a 15 anos, a mostrar o seu talento e criatividade para participar da montagem da...

class=O canal do Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST) no Youtube realiza no próximo sábado (19), às 16h, a live 'O Céu Tikuna em Movimento'. A Live apresenta as interpretações do céu pela etnia Tikuna, trazendo um olhar diferente da astronomia ocidental.

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05