Nota de pesar

Joao GuajajaraA Fundação Nacional do Índio (Funai) vem a público comunicar, com imenso pesar, o falecimento do cacique João Cassimiro da Silva, liderança do estado do Maranhão, que completaria 71 anos nesta quarta-feira (29).

  

Mais conhecido como João Madrugada Guajajara, o líder da Terra Indígena (TI) Bacurizinho, na Região do Bananal (MA), foi um dos pioneiros na luta pelos direitos indígenas no estado, tendo dedicado 38 anos a serviço da Funai, onde trabalhou como monitor bilíngue e chefe de posto indígena.

 

Entre suas principais conquistas, destacam-se as demarcações e ampliação das TIs Bacurizinho e Morro Branco, além da mediação e articulação envolvendo empreendimentos que causaram impactos às comunidades indígenas da região de Santa Inês.

 

O cacique trabalhou ainda na Frente de Proteção Etnoambiental Awá-Guajá da Funai e foi responsável por pacificar diversos conflitos entre indígenas e não indígenas na cidade de Grajaú. Com seu histórico de luta, o cacique deixa um legado de trabalho e dedicação em defesa dos povos originários.

 

Assessoria de Comunicação / Funai

Destaques

class=Ao completar um ano à frente da Fundação Nacional do Índio (Funai), o presidente Marcelo Xavier destaca que o órgão soma avanços em inúmeras áreas. Entre elas, está a garantia da segurança alimentar dos povos...

class=A Fundação Nacional do Índio (Funai) já destinou mais de R$ 1,5 milhão a operações de fiscalização em Terras Indígenas relacionadas ao combate à covid-19. Ao todo, foram realizadas 184 ações em 71 Terras Indígenas...

class=Após seis reuniões do Grupo de Trabalho formado por representantes do governo federal, lideranças indígenas e pesquisadores, a versão final do Plano de Enfrentamento e Monitoramento da Covid-19 para Povos Indígenas...

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05