Etnodesenvolvimento e etnoturismo são destaques da campanha Abril Indígena 2019

c3

 

A Fundação Nacional do Índio, por meio da Coordenação-Geral de Etnodesenvolvimento (CGETNO), ligada à Diretoria de Promoção ao Desenvolvimento Sustentável (DPDS), apoia as atividades de etnodesenvolvimento e etnoturismo em Terras Indígenas. Na semana do Abril Indígena, a Funai divulgará projetos que têm se destacado na área de sustentabilidade e gerado renda para as comunidades.

 

 

c6Castanha e café

 

Em Rondônia, o café produzido pela etnia Suruí e a castanha dos Cinta Larga têm chamado a atenção do mercado nacional e internacional. O sucesso é tanto, que o café indígena ficou entre os três melhores do Concurso de Qualidade e Sustentabilidade do Café de Rondônia - Concafé  — e ganhou como parceiro a empresa Três Corações, uma das melhores do Brasil. Em 2018, a produção estimada por aldeia foi de mais de mil toneladas. Para 2019, a estimativa é de que chegue a quase duas mil toneladas. E em 2020, mais de três mil.

 

Já a produção de castanha nas Terras Indígenas Sete de Setembro, Roosevelt e Parque do Aripuanã tem batido recorde de produção. A safra 2016/2017 foi de 100 toneladas, e a de 2017/2018, 250 toneladas.

 

 

c5Carcinicultura

 

A carcinicultura (produção de camarão) dos Potiguara, na Paraíba, também tem chamado a atenção dos empresários brasileiros. A atividade movimenta aproximadamente 70 toneladas por ano, o que equivale a R$ 1,5 milhão para as comunidades indígenas da região.

 

O presidente da Funai, Franklimberg de Freitas, ressalta que essas atividades são exclusivas das comunidades indígenas que desejam produzir para gerar renda. "De acordo com a Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho, os indígenas têm o direito de escolherem o seu modelo de desenvolvimento econômico. A Funai está aqui para apoiar aqueles que desejam produzir para fora e também para as comunidades que só produzem para seu próprio sustento", ressalta.

 

 

Continua na próxima página

 

Destaques

class=A violência contra a mulher não se restringe à violência física ou sexual. Ela pode se apresentar de diversas formas, sendo moral, psicológica, patrimonial ou mesmo institucional. As mulheres indígenas do Estado do Rio...

class=O investimento em qualificação de seus servidores faz parte dos esforços da Funai para aperfeiçoar as atividades de monitoramento territorial. Com esse objetivo, foi realizado na Coordenação Regional do Rio Negro, o curso...

class=Na última sexta-feira (13), na Sede da Funai, em Brasília, ocorreram palestras e debates celebrando os 12 anos da Declaração da Organização das Nações Unidas sobre os Direitos dos Povos Indígenas (DDPI), assinada em Nova...

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05