Povo Paresi celebrará Festa da Colheita, no Mato Grosso

festa da colheitaA Terra Indígena Utiariti receberá, na próxima quarta-feira (13), na aldeia Bacaval, do povo Paresi, o 1º Encontro do Grupo de Agricultores Indígenas, que tem por objetivo celebrar a Festa da Colheita.

 

Pela manhã, as convidados visitarão o campo de plantio de dois mil hectares de soja toda sob o regime de controle biológico de pragas, ou seja, sem pesticidas. Em Mato Grosso, o povo Paresi, formado por mais de dois mil indígenas (dados do último censo do IBGE), têm se destacado no plantio de grãos, como soja, milho, mandioca, abóbora, batata, batata-doce, feijão, entre outros. Na safra 2018/2019, foram plantados, no município de Campo Novo dos Parecis, 8,7 mil hectares de soja, mil de milho e 300 de arroz. Para a safrinha deste ano, a previsão de plantação é de 7,7 mil hectares de milho convencional, 6 mil de feijão, 1,4 de girassol e 500 de milho branco, totalizando 15,6 mil hectares.

 

O presidente da Funai explica que, de acordo com a Convenção 169 da OIT (Organização Internacional do Trabalho), os indígenas têm o direito de escolher seu modelo de desenvolvimento econômico. "A maioria das reivindicações dos indígenas dessa região é em relação ao apoio da Funai para que as comunidades possam plantar em suas terras. Tive a oportunidade de conhecer o trabalho dos Paresi, o que me deixou muito impressionado. Sabemos que se eles não puderem plantar, irão para a beira da estrada, pedir esmolas. Não podemos permitir que isso aconteça", afirmou Franklimberg.

Paresi

 

Paresi

 

Também participarão do evento lideranças indígenas e produtores rurais da região, e representantes da Aprosoja (Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso) e da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária). O público esperado é de 400 pessoas.

 

 

 

 

 

 

 

Ascom/Funai