Funai mobiliza servidores para atividades do Mutirão Arco Verde Terra legal

O Governo Federal, em parceria com Estados e Municípios, começou uma nova fase do processo de implantação de modelos de desenvolvimento sustentável na Amazônia Legal. Essa etapa é marcada pelo Mutirão Arco Verde Terra Legal, que, com atividades imediatas e contínuas, busca garantir o acesso a direitos e cidadania para milhares de brasileiros. As ações do Mutirão serão concentradas em 43 municípios do Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia e Roraima, considerados prioritários para a prevenção e controle do desmatamento, regularização fundiária e combate à grilagem.

 

Até outubro de 2009, as caravanas do Mutirão Arco Verde irão percorrer mais de 20 mil quilômetros, permanecendo 3 dias em cada município e prestando serviços que vão do cadastramento de posseiros à emissão de documentos civis. Em cada cidade haverá, ainda, sessões de cinema, shows, feiras com produtos da agricultura familiar e de assentamentos da região. Nesta perspectiva, a Funai assumiu compromisso com a Secretaria Especial de Direitos Humanos (SEDH) em participar da mobilização para redução do sub-registro civil de nascimento em Terras Indígenas. Ao mesmo tempo, agentes da Funai, em Brasília, e das Administrações Executivas Regionais articulam parcerias para garantir o cadastramento de indígenas como segurados especiais do INSS e o acesso aos direitos sociais, como o Bolsa Família.

Destaques

class=O presidente da Funai, Franklimberg de Freitas, a secretária especial de Saúde Indígena (Sesai), Sílvia Waiãpi, e o secretário adjunto da Fazenda, Esteves Colnago, se reuniram nesta sexta-feira (17), no Ministério da...

class=Com a participação de 24 indígenas do Povo Paresi, a Funai e o PrevFogo/Ibama promoveram o curso de brigadistas de incêndio para a temporada de seca na Terra Indígena Utiariti, que possui 412 mil hectares. Começam no dia...

class=A conquista de Graziela Paulino (Yaci Karapãna), no início de maio, capturou a atenção da imprensa. Classificada em 1º lugar para o Pan-Americano de Lima no tiro com arco, a jovem traz na destreza dos movimentos a determinação, coragem, ousadia e responsabilidade em ser a primeira mulher indígena a compor a Seleção Brasileira.

 

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05