Nota da Funai sobre a situação envolvendo o povo Enawenê-nawê

A Funai repudia qualquer forma de violência como meio de manifestar posicionamento ou opinião. No último sábado (24), o indígena do povo Enawenê-nawê, Daliameali, foi baleado em um conflito com moradores do município de Brasnorte, estado do Mato Grosso.

 

Os indígenas ocupavam uma ponte sobre o rio Juruena, na MT-170, entre Brasnorte e Juína, em protesto pelo não cumprimento de um acordo entre eles e o governo do estado, quando houve o conflito. O acordo consistia na recuperação da estrada de acesso à aldeia.

 

Na tarde de domingo (25), os indígenas foram levados pela Funai de volta à terra indígena, a fim de evitar outros confrontos.

 

A Funai informa que vem acompanhando a situação do povo Enawenê-nawê e que acredita e trabalha no sentido de promover o diálogo entre o povo indígena, a sociedade e os poderes municipais e estadual para solucionar os problemas na região.

 

Fundação Nacional do Índio - Funai

Brasília-DF, 26 de outubro de 2015.

Destaques

class=De grande relevância espiritual e cosmológica, a produção e consumo de alimentos tradicionais são fundamentais para a identidade Guarani-Mbya. Chamados de orerembiu, os componentes da alimentação adequada se fazem necessários à transcendência, à vida saudável no mundo físico e ao próprio existir Guarani no universo. Quando os usos e costumes não são seguidos e respeitados, provocam no mundo imaterial uma desordem cósmica que pode resultar em consequências no mundo material.

class=A Diretoria de Administração e Gestão (DAGES) da Funai publicará nos próximos dias edital com a abertura de um certame para desfazimento de sete aeronaves que estão em nome do órgão e sem funcionamento desde 2011.

class="Jovens unidas e fortes" é o significado para Ĩhöibaté Tsimitutu'rã Ĩtsiptede, termo que intitulou as rodas de conversas promovidas entre as jovens Xavante, com apoio da Coordenação Regional (CR) Xavante, das Coordenações Técnicas Locais subordinadas e da Coordenação-Geral de Promoção da Cidadania (CGPC), na última semana de junho. O objetivo foi discutir questões voltadas à proteção e cuidados do corpo e da mente.

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05