Nota da Funai sobre a situação envolvendo o povo Enawenê-nawê

A Funai repudia qualquer forma de violência como meio de manifestar posicionamento ou opinião. No último sábado (24), o indígena do povo Enawenê-nawê, Daliameali, foi baleado em um conflito com moradores do município de Brasnorte, estado do Mato Grosso.

 

Os indígenas ocupavam uma ponte sobre o rio Juruena, na MT-170, entre Brasnorte e Juína, em protesto pelo não cumprimento de um acordo entre eles e o governo do estado, quando houve o conflito. O acordo consistia na recuperação da estrada de acesso à aldeia.

 

Na tarde de domingo (25), os indígenas foram levados pela Funai de volta à terra indígena, a fim de evitar outros confrontos.

 

A Funai informa que vem acompanhando a situação do povo Enawenê-nawê e que acredita e trabalha no sentido de promover o diálogo entre o povo indígena, a sociedade e os poderes municipais e estadual para solucionar os problemas na região.

 

Fundação Nacional do Índio - Funai

Brasília-DF, 26 de outubro de 2015.

Destaques

class=O turismo é um setor da economia com muitas especificidades. Para se tornar uma atividade exitosa, na maior parte das vezes, depende da história, cultura e tradição de cada povo. As narrativas e peculiaridades de uma...

predio.jpgA nomeação de Rogério Guimarães para atuar na Diretoria de Administração e Gestão (DAGES), na última quinta-feira (14), completa a formação da nova equipe de diretores da Funai. Indicados pelo presidente Franklimberg de...

class=Começa hoje (20), no Rio de Janeiro, o Seminário Internacional sobre Atuação Indígena em Pesquisas Colaborativas e Valorização de Conhecimentos, uma co-produção da People's Palace Project e da Associação Indígena Kuikuro do Alto Xingu (AIKAX) com apoio da Funai, via Museu do Índio, Queen Mary University of London e Fundação Planetário do Rio. Pesquisadores indígenas e não indígenas de dez países se reúnem entre os dias 20 e 22 de março para discutirem questões como o papel da academia na construção de narrativas que considerem saberes e costumes de povos tradicionais, criação de abordagens que incluam e respeitem os povos ancestrais e outros assuntos. 

 
 
 

acesso-informacao

banner 02

logo-ouvidoria

banner 04

banner 05